Artigo, Difamação- Por Francielio Freitas

A difamação não deve jamais ser tolerada entre pessoas civilizadas, que dirá entre cristãos ou irmãos em Cristo.

A liderança da igreja, a quem cabe, principalmente, manter a ordem e boa convivência entre os cristãos deve discutir com mais afinco e seriedade medidas punitivas severas para com quem difama, calunia, injuria ou pratica algum tipo de mal público à imagem alheia.

Ora, se no nosso código penal é tipificado como crime o ato de depreciar publicamente alguém, porque seríamos omissos ou lenientes em relação aos que trazem tantos danos a harmonia e saúde espiritual da igreja e a imagem desta perante a sociedade por causa do uso indevido da língua? 

Sei lá, acredito que uma boa reprimenda pública, a exoneração de cargos e a aplicação de disciplina eclesiástica, seriam boas medidas para servir de exemplo do zelo da igreja para com a unidade cristã e da severidade da liderança para com tais pecados.

De minha parte, já faz algum tempo, estou mais firme do que nunca de não tolerar mais que NINGUÉM venha depreciar quem quer que seja para mim, principalmente se não tenho como ouvir a pessoa depreciada para conhecer sua própria versão.