Soraya Moraes sobre cloroquina: “Ajudou muito”


A matéria foi publicada pelo site pleno News,Confira na íntegra todo o conteúdo.

Cantora falou sobre fé em sua recuperação e explicou uso de cloroquina no tratamento do marido.

Soraya Moraes se recuperou, recentemente, da Covid-19 após ter enfrentado a doença junto com seu esposo, Marco Moraes, que é médico. Ela concedeu uma entrevista ao Pleno.News, nesta quarta-feira (22), e falou sobre tratamento, fé, quarentena, entre outros assuntos.

Além de falar sobre sua luta, a cantora destacou que muitas pessoas têm sido curadas do novo coronavírus.

– Graças a Deus o número de pessoas curadas está surpreendendo. Deus tem tido misericórdia da gente. Eu e meu marido pegamos a doença mais ou menos juntos. Ele é médico e não tem nenhum problema de saúde, tirando rinite alérgica. Eu também nunca fiquei internada, nós dois fazemos atividades físicas. Ele começou com os sintomas primeiro, com dor de garganta, sintomas de rinite; depois teve febre, calafrio, dores no corpo. Depois de dois dias, eu comecei com os sintomas de febre, calafrio tosse. No quarto dia, perdi o paladar e o olfato. E aí veio a parte ruim de muito cansaço e fomos para o pronto-socorro. Tive também muita cólica intestinal, ânsia de vômito, diarréia, porque em mim atacou toda a parte gástrica – falou.

Soraya disse que a receita médica inicial, com antibiótico e um remédio usado contra H1N1 não fez muito efeito e o quadro piorou. Segundo Soraya, a oração e a confiança em Deus foram muito importantes.

– Na outra semana nós pioramos e fomos outra vez para o hospital, com desconforto. Lá checaram os sinais vitais e fizeram exame de sangue. Os meus exames estavam bons, mas o do Marco apontaram que estava com baixa na oxigenação do sangue. Quando ficar abaixo de 90% a oxigenação do sangue, tem que entubar. Meu marido é muito saudável, mas o vírus age individualmente; em cada pessoa o vírus faz um estrago e não existe um padrão. O meu ouvido também doeu durante os sintomas. Apesar disso, a gente viveu uma experiência linda e muito forte com Deus. Antes de meu marido ir para o hospital, eu o ungi. A oração também é muito importante, acredito que ela traz à existência aquilo que não existe, através da fé. Ele também orou no leito e teve uma visão de Deus o visitando ali na UTI, repreendendo a malignidade porque ele também viu o espírito da morte – relatou.

CLOROQUINA
Os sinais vitais de Marco melhoraram e ele foi submetido a um medicamento que atacou a ação do vírus, permitindo que s demais remédios finalmente fizessem efeito.

– Ele viu a enfermeira chegando e falando que não iria entubar ainda porque os sinais vitais tinham melhorado. Naquela madrugada, eu fiquei orando. Os sinais foram subindo e, três dias depois, ele estabilizou. Eles usaram cloroquina, que não cura o coronavírus, mas tira a força do vírus; e quando o vírus enfraquece a imunidade tem força para lutar. Os outros remédios que ele estava tomando começaram a fazer efeito. Ele estava tomando antibiótico e vários outros remédios, sendo que o anticoagulante foi muito importante porque o coronavírus dá trombose. Esse vírus veio do inferno, ele ataca de maneira sistêmica. Esse remédio cloroquina foi muito bom para o meu marido, ajudou muito. Quando ele tomou o remédio ficou mais três dias no hospital e então teve alta – falou.

EFEITOS, TRATAMENTO E ALIMENTAÇÃO
A cantora defendeu a importância de uma boa alimentação antes e após o diagnóstico da doença. Ela ressaltou que as pessoas devem tomar vitaminas, comer frutas, ter uma alimentação saudável. Também falou em chupar laranja para ingerir vitamina C e recomendou que, quem puder, deve comprar vitamina D.

Durante o tratamento, Soraya disse que bebeu bastante líquido, comeu gelatina e evitou comida condimentada. Ela disse que se alimentar é importante, mesmo com o paladar prejudicado pela doença.

Soraya já está livre do vírus, mas segue tratando de sua saúde por conta dos efeitos que ficam. No seu caso, ela ficou com pneumonia e segue tomando remédio. Diferente do marido, ela não precisou tomar cloroquina.

– Fiquei com um pouco de pneumonia. Meu marido também ficou. Estou tomando uma medicação para abrir meus brônquios e em maio a gente vai repetir a tomografia. Foi difícil ouvir a médica dizer que o meu pulmão estava pior do que o de uma pessoa que fumou vida inteira, mas comecei a orar e declarar que meu pulmão ia ficar melhor.

ISOLAMENTO
O fato de ter conseguido se isolar sem infectar sua filha, Rayssa Moraes, também é motivo de alegria para Soraya. Durante a entrevista, ela destacou gratidão a Deus.

– Até o momento, minha filha está super saudável. Ela fez tomografia e, graças a Deus, não tem nada; e tenho certeza de que não vai ter. Isso foi muito interessante porque a gente mora junto e conseguiu se isolar. Várias pessoas trouxeram máscara e luva para a gente. Tudo aconteceu no início da quarentena e a gente foi pego de surpresa. Eu não tinha nem álcool em gel para higienizar os ambientes, mas vários irmãos em Cristo me ajudaram.

COMBATE AO MEDO
Conhecida por suas canções que pregam fé e poder de Deus, Soraya deixou uma mensagem de encorajamento para as pessoas que acompanharam a entrevista. Ela deu declarações com base em sua própria experiência.

– O desconhecido traz muito medo. Mas a Bíblia fala que existe um tipo de medo que é um espírito, o espírito do medo. A gente tem um medo natural, que protege do perigo, por exemplo, saber que tem que ter cautela e atravessar a rua na faixa porque isso nos protege. Mas existe o espírito do medo, que atua principalmente nessas situações em que o inimigo traz medo de ficar internado, de ficar no respirador, de não ter vaga no hospital. Tivemos que procurar hospital até que achamos um que tinha vaga. Meu esposo, como médico, ouvia do inimigo que seria o próximo a ser entubado. Tem situações que o inimigo usa como arma e uma delas é o medo. Mas o Espírito Santo está sobre nós e é um espírito de poder, de ousadia, de coragem. E é nisso que temos que nos apegar. Quando comecei a declarar que o Senhor estava comigo, acredito que até aumentou a imunidade. Por isso, eu digo: não tenha medo do seu futuro porque Deus está lá no teu futuro, te esperando com as promessas dele – defendeu.