Devocional " Perto deles nós nos sentíamos tão pequenos como ganfanhotos'" por Pr. Luiz Carlos Barros

 Por Pastor Luiz Carlos Barros
Também vimos ali gigantes, os 
descendentes de Anaque, Perto deles nós nos sentíamos tão pequenos como gafanhotos; e, para eles, também parecíamos gafanhotos. Nm 13.33

Tudo é uma questão de como você se vê diante das mudanças, O povo de Deus passou mais de quatro séculos sendo massacrado pelos egípcios, as repercussões que isso trouxe à mente e ao coração daquele povo foram muito duras. 

Várias vezes na jornada para Canaã, ante dificuldades, o povo murmurou de saudades da opressão egípcia. Isso parece um completo absurdo, mas foi verdade.
Neste momento específico da libertação de Israel, o relatório negativo da maioria esmagadora dos espiões enviados avaliar a terra desejada foi devastador para a confiança coletiva. Lembremo-nos que foram selecionados os líderes de cada tribo, homens sobre quem recaía a responsabilidade de cuidar de suas irmãs e irmãos.
A visão da beleza da terra, de sua produtividade e potencial, foi ofuscada pelo pânico advindo do julgamento sobre o potencial bélico dos povos da Canaã desejada. Não fica explícito no texto, mas podemos deduzir que diante do medo coletivo instaurado no meio do filhos de Israel, muitos entendiam como única possibilidade o retorno vergonhoso ao Egito para tornarem-se novamente escravos.
Você não é, e nunca será, insignificante como um gafanhoto! Você é um milagre.
O pior nível de derrota que há é aquele no qual alguém, antes mesmo de qualquer acontecimento, já se sente um fracassado e derrotado.

Há muito de Deus derramado em nossas  vidas ,décadas de milagres e livramentos, não há porque você imaginar que Deus o abandonaria num momento tão crucial como este em que você vive na sua vida.
Reconheça-se como filha amada de Deus, como filho querido do Pai.
Você não precisa ser um gigante para vencer as batalhas da vida, nosso Deus é o Altíssimo, o Todo-poderoso.

Acredite nunca é sobre o quanto você pode, sabe ou tem, mas se você pode crer no impossível.
Por fim, como bem sabemos da história, não foram estratégias humanas, exércitos ou acordos políticos que fizeram Israel entrar em Canaã, foi a graça provedora do bom Deus.
Reconheça o quanto Deus já fez em sua vida, agradeça por tudo, e espere o melhor que virá.
Viva como um milagre, viva a salvação.

Luiz Carlos Barros é Pastor da igreja Assembleia de Deus em Umirim e presidente da ADTC em iparana